Ban pede que ucranianos resolvam diferenças pacificamente BR

Ban pede que ucranianos resolvam diferenças pacificamente

Secretário-Geral está acompanhando de perto situação na Ucrânia; ele apelou ao governo e aos manifestantes que solucionem a crise através do diálogo e do compromisso.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, fez um apelo esta segunda-feira para que os ucranianos evitem a violência e resolvam as diferenças de forma pacífica através do diálogo.

Em comunicado, Ban disse que está acompanhando de perto a situação na Ucrânia e espera que governo e manifestantes busquem uma solução duradoura para a crise através de um compromisso mútuo.

Futuro Próspero

Acima de tudo, o chefe da ONU quer um processo político inclusivo que reflita as aspirações de toda a população e preserve a integridade territorial do país.

No sentido de atingir um futuro próspero e estável para a Ucrânia, Ban Ki-moon pediu a todas as partes que assumam um compromisso concreto de respeito aos princípios democráticos e de direitos humanos.

Segundo ele, esse processo deve criar um ambiente favorável para a realização de eleições livres e justas.

Ban enviou o representante Robert Serry para a Ucrânia numa demonstração de apoio da ONU e de toda a comunidade internacional. Ele espera que os países trabalhem em conjunto para ajudar os ucranianos nesse momento difícil.

Com a queda do presidente Viktor Yanokovych, o novo governo interino chefiado por Oleksandr Turchynov, e o parlamento concordaram de uma forma geral em realizar novas eleições em 25 de maio.