Secretário-Geral na cerimónia memorial em homenagem a Mandela

Secretário-Geral na cerimónia memorial em homenagem a Mandela

Ato decorre no estádio que acolheu a cerimónia de encerramento da Copa do Mundo em Joanesburgo; dos países lusófonos participam presidentes do Brasil, Dilma Rousseff, e de Portugal, Cavaco Silva.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral da Nações Unidas segue, neste domingo, para a África do Sul para participar no serviço memorial oficial do ex-presidente Nelson Mandela.

O ato vai decorrer nesta terça-feira no estádio Soccer City, que acolheu a cerimónia de encerramento do Campeonato Mundial de Futebol 2010, em Joanesburgo, onde Mandela fez a sua última aparição pública.

Chefes de Estado

Entre as presenças confirmadas estão a do chefe de Estado dos Estados Unidos, Barack Obama, e seus dois antecessores, George W. Bush e Bill Clinton. Entre os lusófonos confirmaram a sua participação os presidentes do Brasil, Dilma Rousseff, e de Portugal, Cavaco Silva.

As autoridades sul-africanas dizem estar a finalizar a lista de chefes de Estado a tomar parte no memorial do primeiro líder negro do país, que perdeu a vida nesta sexta-feira aos 95 anos.

Perda

Durante a Cimeira do Eliseu para a Paz e Segurança em África, que decorreu até este sábado em Paris, Ban disse que Nelson Mandela influenciou profundamente as vidas e mostrou o que foi possível em África e em todo o mundo.

Para o Secretário-Geral, o povo sul-africano e o mundo perderam um herói, e que a sua obra “imortal deve continuar a orientar o trabalho da ONU”

Dia de Oração

O evento público faz parte da semana de luto nacional na África do Sul, com uma série de atividades planeadas pelo governo. Neste domingo, o país declarou dia nacional de oração e de reflexão.

O enterro de Nelson Mandela será no domingo, 15 de dezembro, na sua aldeia natal em Qunu, num funeral de Estado.