ONU pede a Nepal para combater trabalho infantil BR

ONU pede a Nepal para combater trabalho infantil

Segundo representante do Alto Comissariado de Direitos Humanos, a meninas indígenas estão sendo obrigadas a atuar como empregadas domésticas.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas pediram ao governo do Nepal que proíba a prática de trabalho infantil de meninas, que são obrigadas a atuar como empregadas domésticas.

Segundo o Alto Comissariado de Direitos Humanos da ONU no país, a prática, conhecida como kamalari, tem levado muitas meninas indígenas ao risco de exploração e até mesmo desaparecimento.

Dívidas

O apelo foi feito numa nota, publicada nesta quarta-feira, em Katmandu, capital do país. A prática não é permitida no Nepal, mas de acordo com a nota, a lei tem sido desrespeitada.

A agência da ONU recebeu relatos de que adolescentes de famílias pobres do povo Tharu continuam sendo vítimas do trabalho doméstico infantil.

O representante do Alto Comissariado, Richard Bennett, disse que, na maioria das vezes, as famílias enviam as meninas, como último recurso, para aliviar a pressão de dívidas e outros problemas financeiros. Bennett contou que muitas adolescentes acabam sendo traficadas.

Na terça-feira, ele se reuniu com uma delegação de 10 pessoas representando 600 kamalaris do centro-oeste do Nepal para pedir a libertação e reintegração de todas as meninas na condição de trabalhadoras domésticas.