2009: Ano das Fibras Naturais (Português para o Brasil)

2009: Ano das Fibras Naturais (Português para o Brasil)

Objetivo é conscientizar o público e promover importância de recursos naturais; em alguns casos as fibras representam 50% das exportações de países pobres.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York*.

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, lançou nesta quinta-feira o Ano Internacional das Fibras Naturais.

A iniciativa da Assembléia Geral da ONU pretende promover a importância das fibras, que em países em desenvolvimento, podem representar até 50% do total de exportações.

Caxemira

Algodão, sisal, alpaca, cânhamo e também a caxemira são alguns dos exemplos de fibras comemorados pela ONU.

O diretor-geral assistente da FAO, Hafez Ghanem, afirmou que a produção de fibras animal e vegetal é um setor da agricultura que arrecada cerca de US$ 40 bilhões, o equivalente a R$ 92 bilhões, aos agriculturores em todo o mundo.

Austrália

Os maiores produtores de fibra são a China e a região dos Andes com quase 30 milhões de fibras naturais.

A Austrália é responsável pela produção de quase 25% de todo o algodão do mundo. O produto concentra o maior cultivo de fibras com 25 milhões de toneladas.

América Latina, África e China abrigam as maiores plantações de sisal e outras fibras duras.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.