OMM lembra vítimas de cheias em Santa Catarina (Português para o Brasil)

OMM lembra vítimas de cheias em Santa Catarina (Português para o Brasil)

Terceiro-vice-presidente, Divino Moura, diz que agência emitiu declaração de solidariedade a pessoas afetadas por enchentes no estado brasileiro durante reunião no Panamá.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Mundial de Meteorologia, OMM, emitiu uma nota de apoio às vítimas das enchentes no estado de Santa Catarina. As cheias mataram pelo menos 117 pessoas e deixaram mais dezenas de milhares desabrigadas.

A nota foi lida durante uma reunião de diretores da OMM no Panamá, encerrada no fim de semana, como contou à Rádio ONU, o terceiro-vice-presidente da agência, Divino Moura.

Conscientização

“Nós temos a solidariedade deles em nos apoiar com informação, o que nós já temos aqui. Acabo de voltar do Panamá, onde os diretores fizeram uma declaração de solidariedade ao povo de Santa Catarina e ao povo panamenho sobre esta questão”, disse.

No Panamá, pelo menos 15 mil pessoas foram afetadas com as cheias na costa caribenha do país.

Divino Moura elogiou a atuação da defesa civil de Santa Catarina no socorro às vítimas. Mas segundo ele, o trabalho de conscientização da população que vive em áreas de risco deve continuar mesmo após as cheias.

Abrigos

“É uma questão de trabalho com a população no sentido de orientá-los a não construir casas em ribanceiras, lugares alagadiços. Mas é difícil porque as pessoas vão ocupando estas áreas em épocas em que não acontecem nenhum fenômeno, mas quando vêem o desastre acontece. As pessoas que mais sofrem são as mais vulneráveis que estão em áreas de risco, de tempo severo e extremo”, explicou.

Segundo agências de notícias, mais de 5 mil pessoas estão vivendo em abrigos temporários em Santa Catarina e pelo menos 24 mil já teriam retornado à casa.