Obasanjo inicia primeira missão à RD Congo

Obasanjo inicia primeira missão à RD Congo

As agências da ONU já restauraram a sua assistência aos deslocados no leste do país, após uma semana difícil, devido à insegurança.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O novo enviado especial de Ban Ki-moon para a crise na região dos Grandes Lagos, Olusegun Obasanjo, viajará esta sexta-feira para uma primeira ronda de consultas sobre a República Democrática do Congo.

A informação é da porta-voz da ONU, Marie Okabe.

Segundo Okabe, o antigo presidente da Nigéria vai primeiro a Angola, para se reunir com o presidente Eduardo dos Santos antes de viajar para Kinshasa, onde deverá avistar-se com Joseph Kabila.

Deslocados Internos

A missão da ONU na República Democrática do Congo, Monuc, confirmou a recente chegada de três mil novos deslocados internos em Goma. A missão revela ainda novos deslocamentos de civis na fronteira com o Uganda.

Na frente militar, a Monuc noticiou duas escaramuças ao fim do dia de ontem entre tropas governamentias e o movimento rebelde Pareco, que não causaram, porém, vítimas.

A missão das Nações Unidas indica que estes incidentes parecem ser isolados já que a região permaneceu calma pelo segundo dia consecutivo.

Surto de Cólera

Entretanto, as agências das Nações Unidas já restauraram a sua assistência aos deslocados após uma semana difícil, durante a qual tiveram de reduzir as suas actividades devido à insegurança.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, diz estar a tentar controlar um surto de cólera após o número de casos ter triplicado para 150 numa semana.

Ainda não há dados sobre o número de mortos causados pela doença, mas a OMS receia consequências catastróficas se a situação não for controlada imediatamente.