Ministro do Timor menciona Vieira de Mello

Ministro do Timor menciona Vieira de Mello

Zacarias Albano da Costa abrirá discurso no Conselho de Segurança agradecendo a brasileiro por trabalho no Timor-Leste; atentado de 19 de agosto em Bagdá matou 22 pessoas.

Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.

O ministro das Relações Exteriores do Timor-Leste, Zacarias Albano da Costa, contou à Rádio ONU que fará uma homenagem a Sérgio Vieira de Mello (foto) durante uma sessão no Conselho de Segurança, nesta terça-feira.

O brasileiro morreu ao lado de outros 21 funcionários da ONU durante um atentado a bomba à sede da organização em Bagdá, há cinco anos.

Trabalho

Sérgio Vieira de Mello chefiou as mediações da ONU no Timor que levaram à independência do país. O ministro timorense está em Nova York para uma sessão do Conselho de Segurança sobre a situação no Timor, onde as Nações Unidas ainda mantêm uma missão. Ele falou à Rádio ONU sobre o trabalho do brasileiro.

“Sérgio Vieira de Mello é um grande amigo e será sempre recordado. Nós temos uma rua em Timor-Leste que leva o nome dele. Uma pessoa que fez muito por Timor e em um período muito especial. Em nome do meu governo, quero render esta homenagem a esta grande figura e grande cidadão do mundo. Certamente, se ele estivesse vivo, seria hoje um cidadão de honra de Timor-Leste”, disse.

Famílias

Uma cerimônia na sede da ONU prestou homenagem aos 22 funcionários mortos. Uma coroa de flores foi depositada num monumento em homenagem às vítimas.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que a ONU perdeu há cinco anos alguns de seus melhores e mais corajosos funcionários.

Ban lembrou que o ideal deles sobrevive e que os funcionários que perderam sua vida em nome da paz são lembrados todos os dias pelas famílias e pelas Nações Unidas.