Aumenta acesso à água potável no mundo, diz OMS BR

Aumenta acesso à água potável no mundo, diz OMS

Estudo sugere que número de pessoas sem serviços caiu para menos de 1 bilhão desde 1990; mas crise de saneamento continua.

Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.

Uma pesquisa da Organização Mundial da Saúde, OMS, sugere que o número de pessoas sem acesso à água potável, no mundo, caiu pela primeira vez desde 1990.

O estudo, em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, revela que atualmente 87% dos habitantes do planeta têm serviços de água.

Riscos

Mas segundo a pesquisa, a crise de saneamento básico continua para mais de 2,5 bilhões de pessoas.

Quase metade deste número não tem banheiro e é obrigada a usar áreas a céu aberto.

De acordo com a OMS, a prática é o maior risco de disseminação de doenças contagiosas.

O estudo “Progresso sobre Água Potável e Saneamento” está sendo publicado no segundo semestre de 2008, marcado pelas Nações Unidas como Ano do Saneamento Básico.

Sul da Ásia

A pesquisa do Unicef e da OMS também revela que a falta de acesso aos serviços sanitários ameaça a sobrevivência das crianças que se tornam vítimas de diarréia.

A doença é uma das maiores causas de morte entre crianças com menos de cinco anos de idade.

O Sul da Ásia é uma das áreas com o maior número de pessoas usando espaços a céu aberto como banheiros. Cerca de 778 milhões de pessoas não têm acesso a serviços sanitários.