Mianmar aceita trabalhadores estrangeiros BR

Mianmar aceita trabalhadores estrangeiros

Secretário-Geral informou que decisão do governo relaciona-se à ajuda humanitária.

Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que o governo de Mianmar autorizou a entrada de trabalhadores estrangeiros de ajuda humanitária ao país.

Ban falou a jornalistas após uma reunião com o líder da junta militar que governa Mianmar, o general Than Shwe.

Socorro

Segundo Ban, o governo birmanês deixará passar trabalhadores de qualquer nacionalidade para ajudar no processo de socorro às vítimas do ciclone Nargis, que atingiu o país asiático há três semanas.

De acordo com agências de notícias, o Nargis matou pelo menos 78 mil pessoas.

A porta-voz do Escritório das Nações Unidas de Assistência Humanitária, Ocha, Federica D’Andrea disse à Rádio ONU, de Nova York, que a autorização ajudará a acelerar a assistência às vítimas.

Delta

“Sem dúvida, isso é um desenvolvimento positivo para os trabalhadores humanitários e para as pessoas afetadas pelo ciclone. O desafio agora é facilitar o movimento dos trabalhadores humanitários fora da capital para auxiliar as pessoas que ainda não receberam ajuda”.

Na quinta-feira, Ban Ki-moon sobrevoou de helicóptero um das áreas mais atingidas pelo ciclone, o delta do Irrawaddy.

Ele disse que ficou chocado com o nível de destruição de vilarejos, ruas e pontes e sobretudo com a perda de vidas.

No domingo, o Secretário-Geral participará de um reunião com países-doadores para arrecadar recursos para os sobreviventes.

O encontro ocorre em Yangun, ex-capital birmanesa.