Ban condena violência em protestos no Haiti (Português para o Brasil

Ban condena violência em protestos no Haiti (Português para o Brasil

Secretário-Geral pediu calma à população; manifestantes lançaram pedras contra Palácio Presidencial, mas foram dispersados.

Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, condenou os recentes atos de violência no Haiti.

Numa nota lida pela porta-voz dele, Marie Okabe, Ban deu condolências pela morte de pessoas durante os protestos contra o custo de vida no país.

Propriedades

Segundo Okabe, os protestos continuaram nesta quarta-feiras. Ban pediu calma aos manifestantes e disse que as tropas da Missão da ONU no Haiti, Minustah, estão trabalhando com o governo haitiano para ajudar a controlar a situação.

Segundo a nota, armazéns foram saqueados e propriedades privadas teriam sido atacadas.

Os protestos contra a alta no preço dos alimentos começaram em Les Cayes, no sul do Haiti e se arrastaram pela capital Porto Príncipe.

Barricadas

De acordo com a Minustah, os manifestantes, armados com pedra, concentraram-se em frente ao Palácio Presidencial e após serem dispersados, eles atearam fogo em pneus e formaram barricadas.

Segundo agências de notícias, pelo menos quatro pessoas teriam morrido nos confrontos.

As forças da ONU no Haiti são comandadas pelo general brasileiro Carlos Alberto dos Santos Cruz.