Conselho de Segurança condena uso de crianças-soldado

Conselho de Segurança condena uso de crianças-soldado

Representante especial do Secretário-Geral da ONU para crianças em conflitos armados, Radhika Coomaraswamy, destacou progressos no combate ao problema.

Helder Gomes, da Rádio ONU em Nova York

O Conselho de Segurança analisou nesta terça-feira o relatório anual do Secretário-Geral das Nações Unidas sobre crianças-soldado.

Na sesssão de abertura, a representante especial do Secretário-Geral da ONU para crianças em conflitos armados, Radhika Coomaraswamy, destacou alguns progressos no combate ao problema.

Ela disse que foram dados importantes passos neste combate.

Segundo a representante especial, foram tomadas iniciativas para levar ao Tribunal Penal Internacional Thomas Lubanga Dyilo, chefe de milícias, acusado da utilização de crianças-soldado na região leste do Congo.

Acentua também os esforços realizados por alguns países, como Mianmar, Sudão, Uganda e Sri Lanka para iniciarem a desmobilizaçao das crianças-soldado.