Agências humanitárias pedem US$265 milhões para o Iraque

Agências humanitárias pedem US$265 milhões para o Iraque

Os fundos serão utilizados em programas de saúde, nutrição, educação, entre outros, durante um ano.

Jorge Soares, da Rádio ONU em Nova York.

Agências das Nações Unidas e organizações não-governamentais lançaram nesta terça-feira um apelo conjunto de US$265 milhões para operações humanitárias no Iraque.

Os fundos serão utilizados em programas de saúde, nutrição, educação, entre outros, durante um ano.

Segundo as agências, nos últimos dois anos se registou um aumento das necessidades humanitárias das populações iraquianas.

A ONU afirma que o conflito no Iraque exacerbou os problemas sociais crónicos que afectam o país há cerca de duas décadas.

Alimentos

De acordo com as Nações Unidas, mais de 4 milhões de pessoas necessitam de assistência em alimentos e somente 40% da população tem acesso à água potável.

O coordenador dos Assuntos Humanitários no Iraque, David Shearer, destacou a importância das agências da ONU e as ONGs trabalharem juntos, de forma coordenada e com maior eficiência.

O Escritório da ONU para Assuntos Humanitários, Ocha, disse que o desenvolvimento desses programas humanitários conjuntos não visa substituir o papel reservado ao governo no atendimento às populações.