Ban quer ações contra fome que afeta mais de 850 milhões de pessoas BR

Ban quer ações contra fome que afeta mais de 850 milhões de pessoas

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que o mundo possui os recursos para transformar em realidade o direito ao alimento. Segundo a ONU, mais de 850 milhões de pessoas passam fome.

O diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, Jacques Diouf disse que o acesso à comida é um direito humano.

Numa mensagem pelo Dia Mundial de Ação contra a Pobreza, gravada pela Rádio ONU, o escritor brasileiro e Mensageiro da Paz da ONU, Paulo Coelho, falou sobre a urgência em exterminar a fome.

"Nós não queremos mais ficar sentados ou calados perante à pobreza do mundo e ao descumprimento de promessas. Muito menos quando crianças passam fome, o número de pessoas morrendo de Aids aumenta e milhões de cidadãos ainda vivem sem saneamento básico", disse.

De acordo com a FAO, o Dia Mundial da Alimentação é marcado em 150 países.