Brasil co-patrocina debate sobre moratória à pena de morte na ONU BR

Brasil co-patrocina debate sobre moratória à pena de morte na ONU

O governo brasileiro está co-patrocinando, em Nova York, um debate sobre a abolição da pena de morte. O encontro, na sede da ONU, conta com o apoio de pelo menos outros três países lusófonos: Portugal, Timor-Leste e Angola.

"O Brasil tem condições bastante avançadas em direitos humanos, em geral, e nós precisamos atrair outros países da região, para nos co-patrocinarem nesse projeto de resolução, ou pelo menos apoiar-nos, para que possamos adotá-lo no final da Terceira Comissão agora em novembro", disse.

Durante a Assembléia Geral, um outro encontro sobre a moratória à pena capital foi organizado por Itália e Portugal, que ocupa a presidência rotativa da União Européia até dezembro.

O debate desta terça-feira conta com a participação da ONG Anistia Internacional e deve discutir propostas para serem entregues à Terceira Comissão, que trata de Assuntos Sociais, Humanitários e Culturais.

E ainda nesta terça-feira, a Assembléia Geral da ONU elegeu cinco novos membros não-permanentes do Conselho de Segurança. Burkina Fasso, Vietnã, Líbia, Costa Rica e Croácia ocuparão os assentos, por um período de dois anos, a partir de janeiro de 2008.