Lia Zanotta Machado, 06/03/07

Lia Zanotta Machado, 06/03/07

Conselheira do Conselho Nacional dos Direitos das Mulheres fala à Rádio ONU sobre medidas de combate à violência feminina.

Cerca de duas mil pessoas estão reunidas na sede da ONU para participar de debates sobre o Estatuto da Mulher

O evento faz parte do programa da 51ª. sessão da Comissão da ONU sobre o tema.

Durante os debates, mulheres e meninas contaram experiências vividas em conflitos armados, casos de violação e defenderam medidas para combater a violência.

A delegada do Conselho Nacional dos Direitos das Mulheres, do Brasil, Lia Zanotta Machado, falou à Rádio ONU sobre medidas mais eficientes para combater casos de agressão.

“A questão da violência e do tráfico das jovens mulheres e das crianças mulheres levaram um grau de importância muito grande ou seja houve um ênfase na questão dos direitos das meninas em relação à plataforma de Pequim. Concentrou-se muito na idéia de aumentar a idade para o casamento, uma luta contra o casamento forçado. E diria que foi talvez a ênfanse maior que eu percebi dentro dessa conferência,” disse.

Os debates na sede da ONU devem terminas nesta sexta-feira.