FAO quer reforço do controlo da pesca em alto-mar

FAO quer reforço do controlo da pesca em alto-mar

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, está preocupada com a captura do tubarão elefante, do atum vermelho e do bacalhau.

A informação faz parte do relatório da FAO “Estado das Pescas e Aqüicultura Mundiais”, publicado nesta terça-feira.

O estudo conclui ainda que, nos últimos 15 anos, se registou uma certa estabilidade na proporção de peixes que a organização tinha classificado como em fase de sobrepesca ou esgotados.

O director-geral adjunto da FAO, Ichiro Nomura, disse que apesar das espécies mencionadas representarem uma pequena parte dos recursos marítimos, e que os dados são um indicador do estado em que se encontra grande parte do ecossistema.

A FAO argumenta que o facto das estatísticas cobrirem áreas muito amplas não permite uma avaliação exacta e gestão responsável de determinadas espécies. O organismo afirma ainda que o controlo das capturas em alto-mar é inadequado.

As regiões apresentadas como críticas são o sudeste e nordeste dos Oceanos Atlântico e Pacífico, e também zonas de pesca do atum nos oceanos Atlântico e Índico.