Etanol brasileiro não prejudica meio ambiente, diz Itamaraty BR

Etanol brasileiro não prejudica meio ambiente, diz Itamaraty

O programa do Brasil sobre geração de fontes alternativas de energia, em especial o etanol, foi tema de uma palestra realizada em Nova York. O evento foi promovido pelo Centro Internacional de Estudos Estratégicos, Csis, e pelo Bildner Center.

“Eu verifiquei que poucos tinham idéia, por exemplo, que no Brasil, um barril de etanol é produzido por US$35,00 e que 75% dos novos carros no Brasil são carros flexíveis que podem utilizar desde gasolina até etanol”, disse.

A crescente produção de etanol no Brasil, derivada da cana-de-açúcar, gerou preocupação entre organizações de defesa do meio ambiente. O ministro aproveitou para responder as críticas.

“A produção brasileira de etanol é sustentável. Primeiro, porque ela é feita em áreas onde antes, por exemplo, era plantado café, no interior de São Paulo. Depois, porque ela não avança em área de florestas. Não é possível plantar etanol na Floresta Amazônica, não porque os produtores não queiram, simplesmente porque o solo não permite que isso seja feito. Eu acho que para que haja uma expansão, é preciso assegurar que essa expansão seja sustentável”, explicou.

Segundo o ministro Antônio Simões, a palestra também serviu de oportunidade para possibilidades de cooperação do Brasil com outros países.