OMS alerta sobre infecções contraídas durante tratamento de saúde

OMS alerta sobre infecções contraídas durante tratamento de saúde

A Organização Mundial de Saúde, OMS, promove a partir desta sexta-feira, em Genebra, uma Conferência para alertar sobre os riscos de transmissão de infecções durante tratamento de saúde.

Américo Agostinho, membro da equipa de investigação do Dr. Didier Pittet, no Hospital Universitário de Genebra, falou à Rádio ONU sobre os riscos que correm os paciente no processo de tratamento:

“Uma pessoa que vem para ser tratada para um problema e durante a hospitalização – normalmente admite-se que depois das 48 horas de ter entrado, no centro de saúde ou no sítio onde é tratado -, se há uma infecção que se detecta depois dessas 48 horas, diz-se que é uma infecção que a pessoa contraiu depois de entrar para o hospital”.

Américo Agostinho fala ainda das infecções mais frequentes que se contraem nos centros de tratamento:

“As mais comuns são a nível pulmonar nas pessoas entubadas, por exemplo numa unidade de cuidados intensivos, e que ficam vários dias; são as infecções urinárias, nas pessoas que têm que usar uma sonda; são as infecções associadas a cateters; e as infecções cirúrgicas”.

Durante a Conferência a Organização Mundial de Saúde vai pedir aos Estados membros a assinar uma declaração que deixe patente a vontade de reduzir as infecções associadas a assistência sanitária nos respectivos países.