Moçambique promove acesso e cuidados no Dia Mundial da Pneumonia

Dentre vários desafios, Néllia Mutisse, afirma que a Covid-19 veio sobrecarregar o sistema de saúde.
ONU/Ouri Pota
Dentre vários desafios, Néllia Mutisse, afirma que a Covid-19 veio sobrecarregar o sistema de saúde.

Moçambique promove acesso e cuidados no Dia Mundial da Pneumonia

Saúde

Doença é a principal causa de morte infantil até os cinco anos; especialista da OMS no país explica que Covid-19 sobrecarregou o sistema de saúde.

A pneumonia lidera as causas de morte em crianças até os cinco anos em Moçambique. Em 2021, foram diagnosticadas 969 mil crianças com a doença.

O país acolhe a celebração do Dia Mundial da Pneumonia, neste 12 de novembro, em eventos que juntam agências das Nações Unidas e autoridades moçambicanas. A meta é aumentar a consciência sobre a dimensão da doença. Globalmente, a data é marcada por atividades de diversas organizações internacionais para lembrar a criação da Iniciativa Stop Pneumonia, ou Parar a Pneumonia.

O Escritório da Organização Mundial da Saúde em Moçambique afirma que refletir sobre a doença é também uma das formas de transmitir informações que ajudem a melhorar os índices da situação atual no país.
ONU/Ouri Pota
O Escritório da Organização Mundial da Saúde em Moçambique afirma que refletir sobre a doença é também uma das formas de transmitir informações que ajudem a melhorar os índices da situação atual no país.

Mortes

O Escritório da Organização Mundial da Saúde, OMS, em Moçambique afirma que refletir sobre a doença é também uma das formas de transmitir informações que ajudem a melhorar os índices da situação atual no país.

Em conversa com a ONU News, em Maputo, a especialista do Programa da Saúde Infantil, Adolescente e Nutrição na OMS-Moçambique, Néllia Mutisse, contextualizou a questão da doença no país.

“Segundo os dados de rotina do Ministério da Saúde em 2021 foram diagnosticadas 969 mil crianças com pneumonia e segundo o inquérito de causas de mortalidade 2019, a pneumonia corresponde a 7% de causas de morte em crianças de um a 59 meses.”

Para especialista da agência, o trabalho conjunto, é uma das ferramentas para o combate da doença. A expectativa é que a parcerias ajude a alcançar as metas globais ainda nesta década.

“Para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável número 3.2 acabar com as mortes evitáveis de recém-nascidos e crianças menores que cinco anos até 2030 é importante redobrar esforços e recursos contínuos para combater a pneumonia que é a principal causa de mortalidade a nível global em crianças menores que cinco anos”.

Especialista da OMS fala á ONU sobre Dia Mundial da Pneumonia

Tratamento adequado

Dentre vários desafios, Néllia Mutisse, afirma que a Covid-19 veio sobrecarregar o sistema de saúde. Ela cita também que há necessidade de promover o acesso e reforçar os cuidados de saúde com vista a garantir a prevenção, o diagnóstico e o tratamento da pneumonia.

“Pneumonia é uma doença que tem cura, quando diagnosticada atempadamente pode se tratar. Temos alguns mitos, as pessoas por vezes se referem, por exemplo, ao princípio de pneumonia que na verdade já são casos de pneumonia. Então, nestes casos a recomendação é que quando temos algum sintoma sugestivo de pneumonia devemos nos dirigir se a unidade sanitária para termos um diagnóstico correto, atempado que possa permitir o tratamento adequado.”

O Dia Mundial da Pneumonia foi declarado em 2009 para aumentar a consciência sobre a doença, assim como promover intervenções para proteger contra, prevenir, e tratar a pneumonia.

De Maputo para ONU News, Ouri Pota