Matosinhos, em Portugal, torna-se pioneira em redução de desastres naturais BR

Incêndios florestais em município foram reduzidos após várias estratégias.
San Francisco Fire Department
Incêndios florestais em município foram reduzidos após várias estratégias.

Matosinhos, em Portugal, torna-se pioneira em redução de desastres naturais

Clima e Meio Ambiente

ONU destaca estratégias do município para diminuir incêndios florestais; no ano passado, Matosinhos teve 24 contra 108 em 2015; cidade de Potenza, na Itália, também nomeada por programas de monitoramento de terremotos. 

A cidade de Matosinhos, no norte de Portugal, acaba de ser reconhecida pelas Nações Unidas por suas estratégias pioneiras para reduzir incêndios florestais.  

O anúncio ocorreu, na segunda-feira, durante um encontro do Escritório da ONU para Redução do Risco de Desastres, em Bali, na Indonésia.  

Inspiração 

Cidade de Matosinhos, norte de Portugal. PIB do país superou os níveis antes da pandemia já no primeiro trimestre deste ano
Foto: Unsplash/Maksym Kaharlytskyi
Cidade de Matosinhos, norte de Portugal. PIB do país superou os níveis antes da pandemia já no primeiro trimestre deste ano

No evento, a província de Potenza, na Itália, recebeu o título de “Centro da Resiliência na Europa”. A representante especial do secretário-geral da ONU para Redução de Riscos de Desastre, Mami Mizutori, disse que “os esforços de Matosinhos e de Potezan são uma inspiração.” 

Para ela, “líderes ao redor do mundo deveriam repensar a maneira como previnem e gerenciam desastres e precisam reconhecer que reduzir riscos é um investimento, não um custo”.  

A prefeita de Matosinhos, Luisa Salgueiro, declarou que acredita no “poder do apoio positivo e na valorização da prevenção, da autoproteção e da resiliência da população.” 

Segundo a ONU, Matosinhos é a primeira cidade em Portugal a receber o título de Centro de Resiliência na Europa e o reconhecimento surge pelas várias iniciativas locais para minimizar a gravidade de desastres naturais. 

Redução de incêndios florestais  

Estratégia para redução de incêndios envolve campanhas com a comunidade.
Foto: Unsplash/Matt Palmer
Estratégia para redução de incêndios envolve campanhas com a comunidade.

A estratégia de 10 anos “Zero Incêndios”, por exemplo, já vem dando resultados: Matosinhos registrou 24 incêndios florestais ano passado, na comparação com 108 casos em 2015. 

A cidade portuguesa também realizou mais de 3 mil campanhas de conscientização com as comunidades entre 2009 e 2019. No ano passado, o governo local lançou a iniciativa Matosinhos Casa Segura, onde as pessoas podem aprender, por meio de simulações, riscos de incêndio que surgem com a rotina. 

O município também está na fase inicial de colaboração e troca de experiências com cidades no Brasil e também com Díli, capital do Timor-Leste.  

Terremotos na Itália  

A ONU reconheceu ainda os esforços da província de Potenza, que cobre 100 municípios no sul da Itália, e criou uma rede de coordenação de redução de risco de desastres. 

Potenza investiu em campanhas de conscientização pública e em infraestrutura regional, de maneira que o planejamento urbano seja orientado de forma a evitar riscos associados a terremotos.  

A região foi uma das afetadas pelo sismo Irpinia, de magnitude 6.6, ocorrido em 1980, impactando 15 mil habitantes.  

Os projetos que envolvem segurança territorial e todo o know-how da região italiana podem ser aplicados em outras comunidades ao redor do mundo.