Redução do Risco de Desastres

Plano sobre risco de desastres cobre Angola e São Tomé e Príncipe em 2017

Iniciativa regional está alinhada ao Acordo de Paris sobre mudanças climáticas; as 10 nações com maior risco de desastres incluem República Democrática do Congo, República Centro-Africana e Chade.

Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque.*

Áudio -

Plano sobre risco de desastres cobre Angola e São Tomé e Príncipe em 2017

Unisdr pede aos países ações preventivas contra tempestades
BR

Chefe da agência da ONU sobre Redução do Risco de Desastres citou tornados nos EUA, nevasca no México e enchentes na América do Sul, incluindo Brasil e no Reino Unido.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

Unisdr pede aos países ações preventivas contra tempestades
BR

Enchentes, secas e ciclones causaram US$ 1 trilhão em danos desde 1990
BR

Declaração foi do secretário-geral, Ban Ki-moon, evento na sede da organização que destacou o papel da gestão da água para enfrentar os desafios da mudança climática; mais de 4 bilhões de pessoas teriam sido afetadas no mesmo período.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

Enchentes, secas e ciclones causaram US$ 1 trilhão em danos desde 1990
BR

Pnuma: preparação é essencial para evitar piores consequências de desastres
BR

Agência da ONU fornece orientações para ajudar comunidades a lidar com riscos tecnológicos e emergências ambientais.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Áudio -

Pnuma: preparação é essencial para evitar piores consequências de desastres
BR

Assembleia Geral da ONU endossa plano global para redução do risco de desastres
BR

Chefe do Escritório das Nações Unidas sobre o tema saudou a reação; plataforma foi adotada durante conferência mundial em Sendai, no Japão; nos últimos 10 anos, 700 mil pessoas morreram por causa de desastres naturais e mais de 1,4 milhão ficaram feridas.

Áudio -

Assembleia Geral da ONU endossa plano global para redução do risco de desastres
BR