Colômbia dá mensagem clara de que vale a pena investir na paz, diz Guterres
BR

24 novembro 2021

Secretário-geral encerra viagem oficial ao país para participar do quinto aniversário da assinatura dos Acordos de Paz de Havana, que acabaram com mais de cinco décadas de conflito entre tropas de governo e rebeldes; chefe da ONU participou de evento ao lado do presidente do país, Ivan Duque.

As Nações Unidas estiveram, neste 24 de novembro, na cerimônia do aniversário de cinco anos dos Acordos de Paz na Colômbia.

Em visita oficial ao país, o secretário-geral António Guterres afirmou que “num mundo marcado por divisões geopolíticas, guerras intermináveis e multiplicação de conflitos, a Colômbia envia uma mensagem clara de que é hora de investir na paz.”

Chefe da ONU lembra que a assinatura do tratado levou esperança e inspiração à comunidade internacional
Unmvc
Chefe da ONU lembra que a assinatura do tratado levou esperança e inspiração à comunidade internacional

Esperança

O chefe da ONU lembra que a assinatura do tratado levou esperança e inspiração à comunidade internacional.

Os acordos colocaram fim a mais de 50 anos de conflito entre tropas do governo colombiano e rebeldes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, Farc.  Para Guterres, o mundo tem agora uma obrigação moral de fazer com que este sucesso seja mantido.

O secretário-geral chegou à Colômbia na segunda-feira, onde visitou a aldeia de Llano Grande, no Departamento de Antióquia, considerada um símbolo da paz. Ali, cerca de 150 moradores convivem de forma harmônica e pacífica, após os duros anos de violência e mortes.

Guterres conversa com repórteres ao chegar em Bogotá para o quinto aniversário do processo de paz entre o governo colombiano e a guerrilha das Farc
ONU/Esteban Vanegas
Guterres conversa com repórteres ao chegar em Bogotá para o quinto aniversário do processo de paz entre o governo colombiano e a guerrilha das Farc

Conselho de Segurança

Há cinco anos, o Conselho de Segurança da ONU aprovou o envio de uma Missão de Verificação à Colômbia num acordo de três partes, que incluía um sistema de justiça de transição para vítimas e sobreviventes, a dimensão de gênero e o impacto do conflito sobre as mulheres assim como o papel delas na reconstrução da paz.

Foi criada ainda uma Comissão de Verdade e Unidade de Busca de Pessoas Desaparecidas.

Os Acordos também levaram em contas as comunidades indígenas e afro-colombianas que formam mais de 90% dos deslocados pelo conflito.

Para António Guterres, o mérito do caminho para a paz também é da sociedade colombiana que soube abraçar a chance de viver sem conflitos e guerras.

O chefe da ONU reafirmou o apoio da organização para o processo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud