ONU Angola vê impulso na cooperação com presidência angolana da Cplp   
BR

23 julho 2021

Chefe da ONU no país assegura parceria para liderança na recuperação socioeconômica; Zahira Virani fala de necessidade de solidariedade e inclusão para as quais as autoridades angolanas têm demonstrado ter entendimento. 

Angola assumiu a presidência da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa para o biênio 2021-2023, sucedendo Cabo Verde. A prioridade do país é reforçar o pilar econômico em frentes como cooperação, diversificação e empresariado. 

Falando à ONU News, de Luanda, a coordenadora residente das Nações Unidas em Angola, Zahira Virani, disse ver um papel preponderante da organização atuando em colaboração com as autoridades locais. 

Liderança 

“Nesta presidência, Angola tem a oportunidade e o desafio de reforçar o espírito de colaboração da Cplp. É através de um desenvolvimento sustentável e da Agenda 2030, capacitando mulheres e jovens, que os países irão recuperar da pandemia Covid-19. É preciso solidariedade e inclusão, não deixando ninguém para trás. E Angola tem demonstrado este entendimento. A ONU Angola tem aqui um papel essencial no apoio ao combate às desigualdades, que aumentaram com a pandemia. Somos parceiros dos angolanos para que assumam essa liderança na recuperação socioeconômica, garantindo os direitos humanos e a estabilidade democrática.” 

 Coordenadora residente da ONU em Angola, Zahira Virani defende que é preciso impulsionar a solidariedade
ONU Angola
Coordenadora residente da ONU em Angola, Zahira Virani defende que é preciso impulsionar a solidariedade

 

Na 13ª Cimeira de Chefes de Estado e de Governo, Angola sugeriu a criação de um Banco de Investimento da Cplp, para valorizar o potencial econômico dos Estados-membros e contribuir para que o bloco seja uma “força econômica relevante”. 

Em Luanda, a organização com nove países-membros e 19 observadores associados adotou um acordo de mobilidade entre seus cidadãos. A iniciativa cria o visto e a autorização da residência para o espaço comunitário. 

Ação multilateral  

Em mensagem apresentada na sessão, o secretário-geral da ONU disse que “somente podem ser ultrapassados os desafios atuais e futuros, incluindo os que foram expostos pela pandemia, com ação multilateral ambiciosa e coordenada”. 

António Guterres destacou a Cplp  entre as parcerias das Nações Unidas que mais cresceram em tamanho e substância nos últimos anos.  

Dessa forma, foi mais fácil lidar com transições e com a busca de soluções para desafios políticos, continuando o reforço da cooperação como a visão para um multilateralismo interligado. 

 Nações Unidas prometeram continuar a cooperação com a Cplp
ONU News/Alexandre Soares
Nações Unidas prometeram continuar a cooperação com a Cplp

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud