Nações Unidas pedem empenho de todos para recuperação do Líbano após explosão
BR

9 agosto 2020

Vice-chefe da organização revela que apoio financeiro dado em tempo recorde está fazendo a diferença; organização atua no terreno entregando auxílio médico, kits de abrigo, comida e junta famílias separadas pelo incidente da última terça-feira.

A subsecretária-geral da ONU, Amina Mohammed, disse este domingo na conferência virtual de doadores organizada para ajudar o Líbano que é preciso que todos se empenhem para que o país supere e se recupere melhor da tragédia.

O evento internacional foi convocado pela organização e pelo presidente francês Emmanuel Macron. A meta é reunir assistência internacional após a explosão ocorrida na semana passada na área portuária de Beirute, que matou pelo menos 158 pessoas, feriu mais de 6 mil e causou destruição em grande parte da cidade.

Desabrigados

De acordo com a vice-chefe da ONU, a explosão da última terça-feira “chocou o mundo” ao deixar bairros arrasados, destruir uma grande parte das reservas de grãos do Líbano. Entre as infraestruturas danificadas estão seis hospitais. Centenas de milhares de pessoas ficaram desabrigadas, a maioria crianças.

Mohammed reiterou a solidariedade aos que perderam entes queridos e pessoas feridas. Ela destacou que “acima de tudo” as Nações Unidas estão empenhadas em ajudar o povo do Líbano a enfrentar a situação “de todas as formas possíveis”.

Desde a explosão, o sistema da ONU fornece suprimentos médicos, kits de abrigo e alimentos, além de ajudar a juntar famílias separadas pelo incidente. Mohammed agradeceu os doadores pelos meios que permitem essa atuação da organização. 

Diferença

Agências de notícias revelaram que entre os primeiros países a prometer ajuda financeira ao Líbano estão  Catar com US$ 50 milhões,  França com US$ 58,9 milhões, Alemanha com US$ 20 milhões. O Kuwait prometeu US$ 41 milhões e o Chipre US$ 5,89 milhões. Já a Comissão Europeia anunciou ajuda de cerca de US$ 74,2 milhões.

Para a subsecretária-geral, este apoio financeiro alcançado em tempo recorde, em particular dos parceiros regionais, já está fazendo a diferença. Mas ela destacou que o auxílio marca “apenas o começo” das ações de apoio ao país.
 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud