ONU realiza primeiro Encontro de Cúpula sobre Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

24 setembro 2019

Evento reúne Chefes de Estado e Governo e analisa progresso das metas a caminho de 2030; António Guterres abriu encontro afirmando que mundo está atrasado; na declaração política adota no encontro, líderes internacionais prometem acelerar ações para alcançar ODSs.

O Encontro de Cúpula dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODSs, foi aberto nesta terça-feira, em Nova Iorque.

O evento deve analisar o progresso da implementação das metas estabelecidas, em 2015, quando foi aprovada a Agenda dos ODSs.

Progresso

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODSs, nos cartazes em Times Square, Foto ONU/Manuel Elias

Durante dois dias, chefes de Estado e Governo apresentarão medidas para acelerar a execução dos objetivos na reunião que é a primeira do tipo desde a adoção.

Na abertura do encontro, o secretário-geral, António Guterres, disse que o mundo “sabe qual é seu destino” e falou de uma “globalização justa.”

Para o secretário-geral, “a boa notícia é que a Agenda 2030 está ganhando vida.”

Cidades, negócios, setor financeiro internacional, sociedade civil, jovens estão trabalhando e conseguindo progressos. A pobreza extrema e taxas de mortalidade estão caindo, o acesso à energia e trabalho decente estão aumentando.

Apesar disso, Guterres disse que “é preciso ser claro”. O mundo “está atrasado.”

Violência de gênero

Segundo ele, “conflitos, crise climática, violência de gênero, desigualdades persistentes estão prejudicando os esforços para alcançar os objetivos.”

Ele lembrou que “metade da riqueza de todo o mundo está nas mãos de pessoas que cabem numa mesa de reunião.”

O chefe da ONU citou a pobreza em níveis alarmantes, tensões comerciais, altas taxas de desemprego jovem e aumento da fome. E um objetivo no qual todos os países tem que melhorar é o de número 5, da igualdade de gênero.   

Apelo

Em seu discurso, o secretário-geral anual anunciou um apelo global para uma década de ação, em três partes.

Primeiro, ação global com liderança arrojada, tanto individual como coletiva.

Depois, ação local. Segundo ele, é necessário “aumentar as respostas domésticas, para fazer a diferença na vida das pessoas.”

Por fim, ele pediu ação das pessoas. Ele pediu “à sociedade civil, organizações populares, mídia, setor privado, sindicatos, academia e outros que formem parcerias como nunca fizeram antes.”

Encontro

O Encontro de Cúpula dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável está dividido em seis painéis com temas como parcerias e visão para a próxima década.

O encontro começou com a adoção unânime de uma Declaração Política de Chefes de Estado e de Governo. O documento inclui orientações sobre como acelerar o ritmo de implementação da Agenda 2030.

O novo presidente da Assembleia Geral da ONU, Tijjani Muhammad-Bande, disse que "a Agenda 2030 foi uma proeza do multilateralismo, e o multilateralismo é a única maneira de enfrentar os desafios globais complexos enfrentados pelas gerações presentes e futuras."

A Agenda 2030 está dividida em 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, com 169 metas concretas para acabar com a pobreza e a fome, expandir o acesso à saúde, educação, justiça e emprego e, ao mesmo tempo, promover crescimento econômico sustentável e proteger o planeta.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Guterres diz que “o medo é hoje a marca mais vendida”

Secretário-geral abriu esta terça-feira o debate de alto nível da Assembleia Geral; chefe da ONU destacou temas como paz e conflitos, desigualdade, mudança climática e migração; discursam no primeiro dia os presidentes de Angola, Brasil e Portugal.