Iémen: Fundo da ONU disponibiliza US$ 32 milhões para assistência humanitária

11 janeiro 2019

Verbas vão reforçar apoio à população iemenita; Programa Mundial de Alimentos aumenta assistência de 8 para 12 milhões de pessoas por mês; secretário-geral convocará conferência de alto nível em Genebra.

O subsecretário-geral para os Assuntos Humanitários, Mark Lowcock, e o diretor executivo do Programa Mundial de Alimentos, PMA, David Beasley, anunciaram esta sexta-feira uma contribuição de US$ 32 milhões do Fundo Central de Resposta a Emergências, Cerf, para assistência humanitária Iémen.

Esta verba permitirá aumentar as operações logísticas humanitárias, incluindo o transporte de trabalhadores, mais espaços de acomodação, inclusive em Hodeida, e expandir as telecomunicações de emergência. Isso apoiará o trabalho das agências da ONU, bem como das ONGs envolvidas.

Assistência Humanitária

Para o subsecretário-geral para os Assuntos Humanitários, “para evitar o pior no Iémen, todas as partes envolvidas no conflito devem facilitar a passagem da ajuda humanitária para os civis necessitados."
Foto ONU/ Loey Felipe

David Beasley afirmou que, no Iémen, “os corajosos trabalhadores humanitários já estão a ajudar milhões de pessoas, mas as necessidades são ainda maiores.” O PMA está a aumentar a sua assistência de 8 para 12 milhões de pessoas por mês.

O reforço da operação humanitária visa alcançar as pessoas mais vulneráveis ​​em distritos prioritários, incluindo pessoas deslocadas internamente, com toda a gama de assistência que é necessária na maior emergência humanitária do mundo.

Para o subsecretário-geral para os Assuntos Humanitários, “para evitar o pior no Iémen, todas as partes envolvidas no conflito devem facilitar a passagem da ajuda humanitária para os civis necessitados."

Condições

Beasley e Lowcock também saudaram a recentes decisões do governo de  Sanaa em fornecer mais vistos para trabalhadores humanitários, investigar as alegações de roubo de ajuda alimentar, punir os responsáveis e proibir a venda de ajuda alimentar.

Em 2018, o Cerf forneceu US$ 50 milhões para a resposta humanitária no Iémen. Para 2019, o Plano de Resposta Humanitária coordenado pela ONU deve exigir cerca de US$ 4 bilhões para fornecer assistência e proteção a mais de 24 milhões de pessoas.

O secretário-geral convocará uma conferência de alto nível em Genebra, a 26 de fevereiro, coorganizada pelos governos da Suécia e da Suíça, para discutir a situação do país.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud