Guterres diz que desenvolvimento industrial de África é essencial para Agenda 2030

20 novembro 2018

Secretário-geral marcou Dia da Industrialização de África, celebrado esta terça-feira; tema deste ano destaca produção farmacêutica. 

O secretário-geral da ONU disse esta terça-feira que o “desenvolvimento industrial inclusivo e sustentável é fundamental para alcançar a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável em África”.

A mensagem de António Guterres marca o Dia da Industrialização do continente, celebrado este 20 de novembro. O tema deste ano é “Promoção de Cadeias de Valor Regionais em África: um caminho para acelerar a transformação estrutural de África, a industrialização e a produção farmacêutica”.

Benefícios

Até 2020, indústria farmacêutica deve valer entre US$ 40 bilhões e US$ 65 bilhões., by Sean Kimmons/Irin

O chefe da ONU disse que a industrialização “gera empregos, reduz a pobreza, fome e desigualdade, capacita mulheres, expande oportunidades para jovens e, ao mesmo tempo, melhora a saúde, protege o ambiente e combate as alterações climáticas.”

Guterres afirmou que a resposta às necessidades do continente africano exige parcerias estratégicas, particularmente com o setor privado, para promover cadeias de valor regionais, garantir investimentos e melhorar o acesso a conhecimento e tecnologias.

Industria farmacêutica

Sobre o tema deste ano, o secretário-geral explicou que “o desenvolvimento de um setor farmacêutico competitivo e sustentável pode ajudar a promover melhor a saúde e bem-estar e crescimento econômico sustentável.”

O chefe da ONU acredita que a disponibilidade de medicamentos de alta qualidade e acessíveis pode aliviar sérios problemas de saúde pública. Por outro lado, a produção, exportação e distribuição locais, beneficiam a criação de empregos e rendimento.

Segundo um estudo do Banco Africano de Desenvolvimento, do Banco Mundial e da Organização Mundial de Saúde, OMS, o valor da indústria farmacêutica no continente representava US$ 20,8 bilhões em 2013. Uma década antes, representava apenas US$ 4,7 bilhões. Até 2020, deve valer entre US$ 40 bilhões e US$ 65 bilhões.

Para terminar, o chefe da ONU reafirmou o forte empenho das Nações Unidas em promover o desenvolvimento industrial do continente africano.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud