Necessários US$ 5 triliões por ano para cumprir Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

24 setembro 2018

Secretário-geral da ONU lançou esta segunda-feira a Estratégia para Apoiar o Financiamento da Agenda 2030; empresário Bill Gates e diretora-executiva do Fundo Monetário Internacional, Christine Lagarde, participaram do evento.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, lançou esta segunda-feira, em Nova Iorque, a Estratégia para Apoiar o Financiamento da Agenda 2030.

O evento, que aconteceu na sala do Conselho Econômico e Social da ONU, Ecosoc, contou com a participação do empresário Bill Gates e da diretora-executiva do Fundo Monetário Internacional, FMI, Christine Lagarde.

Financiamento

António Guterres disse que as necessidades de financiamento são “imensas”. Segundo ele, são precisos investimentos entre US$ 5 a US$ 7 triliões todos os anos para cumprir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODSs.

O chefe da ONU explicou que ocorreram alguns progressos, mas que muito mais precisa ser feito de forma urgente.

Segundo ele, isso significa “impulsionar o apoio político de governos e comunidades, fazer mudanças na gestão das empresas e mobilizar recursos que não estão sendo usados”. 

Guterres lembrou que “cerca de US$ 300 trilhões de recursos financeiros são geridos pelo sistema financeiro global em representação de todo o mundo”.

Veja neste vídeo, em inglês, como a tecnologia pode ajudar a cumprir os ODSs:

Soluções

O secretário-geral explicou que não existe uma única solução para financiar estas metas, mas sim um conjunto de ações.

Primeiro, todos os países devem cumprir os compromissos que fizeram na Agenda de Adis Abeba, na Etiópia. Segundo, deve apoiar-se os países em desenvolvimento na mobilização de recursos próprios, através de reforma fiscal e melhores formas de governo.

Ao mesmo tempo, a comunidade internacional “deve dar passos mais eficientes para lutar contra os fluxos ilícitos de capital, lavagem de dinheiro e evasão fiscal”. Segundo ele, esses crimes “continuam a secar recursos necessários de forma desesperante no mundo em desenvolvimento.”

Objetivos

Guterres disse que a Estratégia para Apoiar o Financiamento da Agenda 2030 tem três grandes objetivos.

Primeiro, alinhar as políticas económicas e sistemas financeiros globais com a Agenda 2030. Depois, fortalecer soluções financeiras sustentáveis, com investimentos e estratégias ao nível regional e nacional. Por fim, aproveitar o enorme potencial das inovações financeiras e novas tecnologias.

O chefe da ONU também pediu que o administrador Programa da ONU para o Desenvolvimento, Pnud, criasse uma Força de Trabalho para o Financiamento dos ODSs.

Lagarde

No seu discurso, a diretora-executiva do FMI afirmou que “implementar os ODSs significa dar aos jovens a oportunidade de um começo do zero, independentemente do lugar onde nascem”.

Christine Lagarde também disse esperar que “a reunião terminasse com soluções criativas, um mapa claro, e um compromisso renovado para o bem comum”.

Jovens e empresários

O encontro separou-se depois em três eventos. Um com chefes de Estado do Canadá, do Ruanda e de Barbados, outro com representantes do setor privado, como Bill Gates, e outro com jovens empreendedores.

O evento terminou com discursos do secretário-geral assistente das Nações Unidas para Assuntos Econômicos e Sociais, Liu Zhenmin, e da vice-secretária-geral da ONU, Amina Mohammed.

Bolsa

Também esta segunda-feira, a ONU lançou, na bolsa de Nova Iorque, um fundo de investimento para financiar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODSs.

A inciativa com a parceria da Impact Shares, da Fundação Rockefeller, é gerida pelo Fundo de Desenvolvimento de Capital das Nações Unidas, Uncdf. A agência procura financiamento público e privado para os 47 países menos desenvolvidos do mundo.

 

 

Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News 

Baixe o aplicativo/aplicação para  iOS ou Android

Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud