Pela primeira vez, ONU marca Dia Internacional das Remessas de Família

16 junho 2018

Migrantes enviaram US$ 481 bilhões para casa em 2017; valor equivale a mais que o triplo do valor da ajuda ao desenvolvimento dado a cada ano.

As Nações Unidas marcam este 16 de junho o primeiro Dia Internacional das Remessas de Família.

O Fundo Internacional para o Desenvolvimento da Agricultura, Fida, pede mais esforços para ajudar aos agregados que recebem esses valores em prol de “um futuro sustentável de famílias e comunidades”.

Dependência

Somente em 2017, 200 milhões de migrantes enviaram US$ 481 bilhões para casa.

O responsável do Programa de Remessas do Fida, Pedro Vasconcelos, disse que as remessas têm grande valor para o avanço de países.

Investimentos

“O impacto para o desenvolvimento é tremendo. O dinheiro que se manda -  de US$ 200 a US$ 300 (por ano). Isso é para pôr comida na mesa e pagar as contas: luz, médicos, educação e gastos pagos digamos. Os 75% das remessas vão para este tipo de gastos. Agora é importante dizer que os 25% do resto são investimentos que podem ser em poupanças feitas debaixo do colchão, ou num frasco, que também são pequenos investimentos. Estes são feitos talvez para um pequeno negócio ou outras coisas do género. ”

Quase  96% desses montantes apoiaram o sustento de cerca de 800 milhões de pessoas em nações em desenvolvimento.

Ajuda

O representante destaca o peso desses valores que equivalem a mais do triplo do valor da ajuda ao desenvolvimento dado a cada ano.

“O que é importante saber é que isto é multiplicado por milhões de famílias. São milhões de famílias que dependem dessas remessas. Volumes agregados disto é que tem um verdadeiro impacto no desenvolvimento das comunidades ou dos países de origem dos migrantes e dos familiares, claro que recebem essas remessas. ”

Entre 2015 e 2030, serão enviados US$ 6,5 trilhões em remessas aos países em vias de desenvolvimento. A agência estima que mais de 1 bilhão de pessoas que enviam e recebem valores devem estar envolvidas nessas operações.

Pobreza e fome

As áreas rurais devem se beneficiar de cerca de metade das remessas. É no campo onde ocorrem os maiores índices de pobreza e da fome.

O Dia Internacional das Remessas de Família foi oficialmente proclamado em 12 de junho pela Assembleia Geral. A resolução sobre o tema destaca que as remessas desempenham um papel fundamental no desenvolvimento sustentável.

O Fida destaca ainda que como desafio o uso de tecnologias digitais para envio de remessas e de criação de regras para implementar soluções de transferência monetária que sejam seguras, baratas e rápidas para beneficiar às famílias.

 

Apresentação: Eleuterio Guevane

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud