Diálogo de Jovens na ONU diz que mundo precisa de geração de super-heróis
BR

30 maio 2018

Enviada especial do secretário-geral para a Juventude, Jayathma Wickramanayake, disse que mídia parece perseguir missão de criar a imagem dos jovens como geração descuidada; representantes do Brasil e Portugal participaram do evento.

Dezenas de jovens vieram à sede da ONU, nesta quarta-feira, para participar de um evento da Assembleia Geral sobre temas como emprego, radicalização política, sustentabilidade e outros tópicos.

O Diálogo da Juventude foi realizado na sala do Conselho Econômico e Social, Ecosoc, a convite do presidente da Assembleia Geral, Miroslav Lajcak.

Imagem

A enviada especial para a Juventude, Jayathma Wickramanayake, afirmou que os jovens de hoje precisam ter objetivos claros e ambiciosos. Segundo ela, a mídia em várias partes do mundo parece ter uma missão de criar a imagem de uma geração “preguiçosa” ou “inconsequente”.

Para os participantes, o mundo precisa de jovens autônomos e que possam lidar com vitórias e fracassos.

Pita Taufatofua, o atleta de Tonga que carregou a tocha olímpica, disse que o mundo não precisa de violência e bombas, mas que os jovens sejam super-heróis.

Olimpíadas

O atleta olímpico afirmou que a fórmula para se tornar super-herói é ter capacidade para lidar com fracassos, dor, e de ao mesmo tempo, sonhar alto. Ele nutria o sonho de ir às Olimpíadas quando tinha 12 anos de idade.

Jovens da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp, também participaram do evento. A delegação de Portugal foi dirigida pelo secretário de estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, que falou à ONU News sobre a importância das mudanças no sistema de educação.

Já o presidente do Fórum da Juventude da Cplp, Marcus Barão, acredita que os jovens precisam participar da política e do processo de decisão.

No Diálogo da Juventude, o anfitrião Miroslav Lajcak afirmou que muitos jovens ainda se sentem excluídos do processo de decisão. Eles acham que quando falam, não são ouvidos.

A secretária-executiva da Cplp, Maria do Carmo Silveira, também discursou no evento ao lado da chefe da Secretaria-Geral Ibero-Americana, Segib, Rebeca Grynspan, e da chefe da Organização Internacional da Francofonia, Michaelle Jean.

Apresentação: Monica Grayley

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud