Dia Mundial para Segurança e Saúde no Trabalho destaca trabalhadores jovens

27 abril 2018

Existem 541 milhões de trabalhadores jovens, incluindo 37 milhões de crianças em situação de trabalho infantil perigoso; este grupo sofre 40% mais acidentes laborais não fatais do que as pessoas com mais de 25 anos.

Marca-se este sábado, 27 de abril, o Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho. Este ano, a organização lançou uma campanha para melhorar a segurança e a saúde de jovens trabalhadores e acabar com o trabalho infantil.

A campanha é organizada em conjunto com o Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil, que se celebra a 12 de junho.

Importância

Segundo uma nota da Organização Internacional do Trabalho, OIT, o objetivo é acelerar a ação para atingir duas metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODS.

A primeira, a meta 8.7, pretende acabar com todas as formas de trabalho infantil até 2025. A segunda, a 8.8, pretende garantir ambientes de trabalho seguros para todos os trabalhadores até 2030.

Todas as pessoas que trabalham entre os 15 e os 24 anos são consideradas trabalhadores jovens. No total, existem 541 milhões. Destas, 37 milhões são crianças em situação de trabalho infantil perigoso.

Os trabalhadores jovens representam mais de 15% da força de trabalho mundial. Este grupo sofre 40% mais acidentes laborais não fatais do que as pessoas com mais de 25 anos.

Objetivos

A OIT diz que a campanha “destaca a importância crítica de melhorar a segurança e a saúde dos trabalhadores jovens acima da idade mínima legal para o trabalho, não apenas para promover empregos decentes para jovens, mas também para combater o trabalho infantil perigoso.”

A agência da ONU defende que alguns tipos de trabalho, por exemplo numa mina, são perigosos e devem ser proibidos para crianças com menos de 18 anos sob quaisquer circunstâncias.

A nota diz que a melhor forma de acabar com o trabalho infantil é assegurar que as crianças “tenham acesso a educação de qualidade e frequentem a escola pelo menos até completarem a educação mínima obrigatória e o mínimo legal de idade para o trabalho.”
 
Apresentação: Alexandre Soares

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud