OIT

Conheça a convenção histórica que proíbe violência e assédio no trabalho

Neste destaque #ONUNewsEspecial, António Ferrari entrevista o diretor do Escritório da Organização Internacional do Trabalho em Nova Iorque, Vinícius Pinheiro. Ele faz um balanço da 108ª Conferência Internacional do Trabalho que teve lugar em Genebra, nas últimas duas semanas.

O encontro reuniu altos representantes Estados-membros que adotaram a Convenção sobre Violência e Assédio no Mundo do Trabalho.

Nesta conversa, o representante explicou a importância do documento.

Países adotam Convenção sobre Violência e Assédio no Mundo do Trabalho
BR

Documento marca última sessão da 108ª Conferência Internacional do Trabalho realizada em Genebra; conferência anual  juntou governos, empregadores e associações de profissionais e marcou o centenário da agência da ONU.

Portugal defende “melhores modelos sociais” em Conferência Internacional do Trabalho

Primeiro-ministro António Costa foi um dos 45 líderes internacionais que participaram em encontro anual da Organização Internacional do Trabalho; evento termina esta sexta-feira com discurso do secretário-geral das Nações Unidas.

Cerca de 218 milhões de crianças estão empregadas

No Dia Internacional contra o Trabalho Infantil, OIT destaca que as vítimas têm entre cinco e 17 anos; 73 milhões de menores realizam trabalho perigoso; ONU reitera que crianças não devem trabalhar nos campos mas nos sonhos.

Macron, Merkel e Medvedev destacam visões sobre mercado laboral
BR

Representantes debatem em Genebra busca de soluções para os desafios relacionados ao futuro laboral; 108ª Conferência Internacional do Trabalho acontece até 21 de junho.

Conferência Internacional do Trabalho reúne 45 chefes de Estado e de governo

Encontro conta com mais de 5 mil participantes em Genebra; objetivo é discutir soluções para problemas como assédio e violência e criar um futuro com trabalho digno para todos; em 2019, Organização Internacional do Trabalho celebra 100º aniversário.

Mulheres presidem um quarto das empresas do Brasil
BR

Estudo da OIT mostra que 71% das empresas inquiridas tiveram mais lucros graças ao reforço do número de mulheres; apenas 16,4% tem conselho de administração com representação de género equilibrada.

Mulheres na liderança trazem melhor desempenho para as empresas, diz relatório 

Estudo da OIT mostra que diversidade de género pode gerar até 20% de crescimento de lucros; pesquisa abrangeu 13 mil empresas em 70 países; entre países analisados em África, Cabo Verde é o segundo com maior percentagem de mulheres em cargos de topo.

OIT: Economia verde pode gerar milhões de empregos na América Latina e no Caribe
BR

Estudo aponta que empregos verdes são catalisadores da transição para a sustentabilidade ambiental; cerca de 75 milhões de pessoas nas Américas trabalham em setores que podem ser afetados por mudanças climáticas, poluição e sobre-exploração, entre outros.

Trabalho autônomo e informalidade ameaçam situação laboral na América Latina e no Caribe
BR

Relatório aponta retrocessos na região para o alcance de objetivo número oito da Agenda 2030; Brasil teve taxa média de desemprego de 14,2% nas áreas urbanas em 2018; queda foi de 0,3% em relação ao ano anterior.