Estado de emergência nas Maldivas preocupa muito o secretário-geral
BR

6 fevereiro 2018

António Guterres faz um apelo ao governo para que respeite a Constituição e o Estado de direito e tome medidas para garantir a segurança da população.

Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque.

O secretário-geral da ONU está “seriamente preocupado com a situação das Maldivas, em especial a declaração de estado de emergência e a entrada das forças de segurança na Suprema Corte” do país.

A posição de António Guterres foi divulgada pelo seu porta-voz nesta terça-feira em uma nota pública.
Segurança

Guterres faz um apelo ao governo das Maldivas, para que respeite a Constituição e o Estado de direito e retire o estado de emergência o mais rápido possível.

O chefe da ONU pede também que sejam tomadas todas as medidas para garantir a segurança das pessoas no país, incluindo os membros do judiciário.

Segundo agências de notícias, o estado de emergência foi declarado pelo presidente Abdulla Yameen na segunda-feira e na sequência, forças de segurança entraram na Suprema Corte e prenderam dois juízes.

A Suprema Corte havia autorizado a libertação de líderes da oposição que estavam detidos e a reabilitação de 12 parlamentares.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud