Perspectiva Global Reportagens Humanas

ONU diz que não há justificativa para uso de violência na Nigéria BR

ONU diz que não há justificativa para uso de violência na Nigéria

País declarou estado de emergência; Secretário-Geral pediu a todas as partes envolvidas no conflito que respeitem os direitos humanos e a vida dos civis nigerianos.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

O Secretário-Geral ONU afirmou que a contínua violência e a deterioração da segurança no nordeste da Nigéria representam uma ameaça à paz e à segurança da nação.

Em nota, Ban Ki-moon disse estar ciente da decisão do Governo nigeriano de declarar o estado de emergência em três estados do nordeste do país.

Homens e Recursos

Agências de notícias disseram que as autoridades mobilizaram o que chamam de “homens e recursos em massa” para combater milícias islamitas em Yobe, Borno e Adamawa.

O estado de emergência foi declarado, nesta terça-feira, pelo presidente Goodluck Jonathan, após ataques das milícias que resultaram em vários mortos.

Boko Haram

A onda de violência é atribuída ao grupo islamista Boko Haram, que significa, numa tradução livre, “a educação ocidental é um pecado”. Calcúla-se que pelo menos 2 mil pessoas tenham morrido vítimas dos ataques desde 2010.

Ban apelou a todos os grupos extremistas que suspendam as operações. O Secretário-Geral reitera que o objetivo não pode, jamais, justificar o uso da violência.

No pronunciamento, o Secretário-Geral ressalta a necessidade de todos os envolvidos respeitarem plenamente os direitos humanos e salvaguardarem a vida de todos os nigerianos.

*Apresentação: Edgard Júnior.