Até fim do século, população poderá atingir 11 bilhões de habitantes BR

Oyun Sanjaasuren. Foto: Pnuma

Até fim do século, população poderá atingir 11 bilhões de habitantes

Declaração foi feita pela presidente da Assembleia do Meio Ambiente, aberta nesta segunda-feira, em Nairobi; evento quer medidas para colocar o desenvolvimento sustentável no centro das agendas políticas dos países que participam das Nações Unidas.

Mônica Villela Grayley, enviada especial da Rádio ONU a Nairobi.

O desenvolvimento sustentável, o combate aos crimes ambientais e o destaque para a proteção do meio ambiente em agendas políticas de todo o mundo estão sendo discutidos na primeira Assembleia do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma.

Na abertura do evento, nesta segunda-feira, na sede do Pnuma em Nairobi, no Quênia, a presidente da Assembleia e ministra do Meio Ambiente da Mongólia afirmou que o mundo deverá ter 11 bilhões de habitantes até o fim deste século.

Resultados concretos

A presidente Oyun Sanjaasuren pediu mais ação por parte dos países que participam da Assembleia para que o evento possa gerar resultados concretos.

Já o chefe do Pnuma, Achim Steiner, disse que o mundo não pode esperar mais. Segundo ele, “Nairobi se tornou a capital mundial do meio ambiente” ao abrigar a primeira Assembleia sobre o tema.

Steiner disse ainda que os participantes devem se esforçar para gerar medidas que possam garantir desenvolvimento sustentável e evitar que a Assembleia se torne mais um encontro internacional com muitas palavras que depois não são executadas.

Entre os temas debatidos até a sexta-feira estão a questão do gênero e a contribuição da mulher para o desenvolvimento sustentável, o gerenciamento de químicos e lixo ambiental, além do tráfico ilegal de espécies da fauna e da flora.

Na quarta-feira, a Assembleia do Meio Ambiente irá publicar um relatório com dados sobre crimes ambientais, que segundo Steiner geram US$ 200 bilhões por ano.