Após cheias na Bolívia, OIM constrói campos para 68 mil desabrigados BR

Após cheias na Bolívia, OIM constrói campos para 68 mil desabrigados

Cerca de 130 municípios foram atingidos pelas fortes chuvas, que mataram 60 pessoas; junto com o governo, Organização Internacional para Migrações monta abrigos temporários para as famílias.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

Cerca de 130 municípios da Bolívia foram atingidos por fortes chuvas em fevereiro, que causaram a morte de 60 pessoas e deixaram 68 mil famílias desabrigadas.

A Organização Internacional para Migrações, OIM, trabalha em conjunto com o governo para construir abrigos temporários para a população que perdeu sua casa.

Tendas

O projeto é financiado pela Agência Espanhola para Cooperação Internacional. Segundo a OIM, a cidade de Trinidad foi uma das mais atingidas pelas enchentes. Lá, a agência e parceiros do governo montaram um acampamento modelo com capacidade para 250 tendas tamanho família.

Um segundo campo, para 500 tendas, está quase pronto na cidade de Guayaramerín. A OIM fornece treinamento para os militares encarregados de montar os abrigos e também levou o material necessário para garantir eletricidade nos acampamentos.

Serviços de água e de saneamento estão sendo fornecidos em parceria com a ONG Ação Contra a Fome, e as crianças terão transporte para ir à escola.