Chefe da ECA diz que África pode liderar setores da energia e agricultura

Chefe da ECA diz que África pode liderar setores da energia e agricultura

Carlos Lopes afirma que continente “tem ao seu alcance capacidade, pessoas, recursos e oportunidades para o desenvolvimento sustentável”; reunião da Comissão Económica para África decorreu na Etiópia.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O secretário-executivo da Comissão Económica da ONU para África,Uneca, ressaltou que o continente pode ser líder em três setores: energia, agricultura e indústria.

Carlos Lopes falava na Reunião Regional Africana sobre os Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável, que decorreu em Addis Abeba, na Etiópia. O encontro encerrou esta terça-feira.

O chefe da Uneca referiu que “África tem ao seu alcance a capacidade, as pessoas, os recursos e as oportunidades para um desenvolvimento sustentável”.

Gerações Futuras

Para Lopes, a reformulação da agenda de desenvolvimento global deve ser feita de forma a autonomizar as gerações presentes e futuras.

No setor energético, Lopes destacou que o continente precisa aumentar a sua capacidade de criar tecnologias renováveis que garantam energia limpa. O chefe da Uneca acrescentou que o crescimento da economia verde precisa-se focar também na promoção de empregos e na redução da pobreza.

Carlos Lopes ressalta que o setor agrícola é a “chave para o potencial de crescimento africano”, devido ao aumento populacional e maior demanda por alimentos.

Inovação

O secretário-executivo da Uneca sugere aos países que invistam em tecnologias, inovação, melhor gestão da água e sistemas agrícolas sustentáveis.

O terceiro setor de investimento proposto por Lopes é a indústria. O chefe da comissão acredita que África tem capacidade para provar que a mudança climática pode ser combatida de melhor forma se a produção industrial ocorrer perto de onde estão os recursos.

No encontro na Etiópia, Carlos Lopes pediu aos ministros para definir soluções que respondam às metas de desenvolvimento sustentável em África.

*Apresentação: Denise Costa