ONU saúda compromisso para conter confrontos no norte do Mianmar

ONU saúda compromisso para conter confrontos no norte do Mianmar

Dezenas de milhares de civis foram deslocados após interrupção do cessar-fogo entre governo e rebeldes em Janeiro; Secretário-Geral pede continuação de esforços para o alcance de uma paz verdadeira e sustentável.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral da ONU saudou um compromisso prevendo o trabalho conjunto entre o governo e rebeldes do Mianmar, com vista a interomper a escalada do conflito violento em Kachin.

A região, situada no norte do país, foi marcada pelo reacender de confrontos entre forças governamentais e rebeldes em Junho de 2011. As operações marcaram o fracasso de uma uma trégua que durou 17 anos.

Pacificação

Em nota, Ban Ki-moon refere que o documento foi emitido na China, pelo Comité de Pacificação do Mianmar e uma delegação dos rebeldes da Organização da Independência de Kachin, KIO.

Agências noticiosas referem que, no mês passado, as duas partes concordaram num cessar-fogo que foi quebrado logo após a sua assinatura, levando ao deslocamento de dezenas de milhares de civis.

Paz Sustentável

Ban exorta as partes a prosseguir os esforços para alcançar uma paz verdadeira e sustentável em Kachin, e disse esperar que os últimos desenvolvimentos resultem no silenciar das armas.

A nota do chefe da ONU surgiu na sequência da visita ao país do assessor especial do Secretário-Geral sobre o Mianmar. Vijay Nambiar visitou acampamentos de deslocados internos e reuniu com grupos da sociedade civil e do corpo diplomático.

Uma nota do representante refere que os encontros, realizados em Yangon, tiveram como  tema principal a situação e os desenvolvimentos relacionados com o conflito em Kachin.