ONU pede protecção da infraestrutura que gera a segurança alimentar

ONU pede protecção da infraestrutura que gera a segurança alimentar

As bases em que se assenta a produção de alimentos, como a biodiversidade, estão em risco, mas ainda é possível reverter a tendência a promover a segurança alimentar para todos no futuro.

João Rosário, da Rádio ONU em Lisboa.

Um estudo do Programa da ONU para o Ambiente, Pnuma, alerta para as dificuldades de atingir o objectivo de haver segurança alimentar no mundo caso se mantenham os ritmos actuais de exploração dos recursos naturais.

O documento com o título “Evitar Fomes no Futuro: Reforçar a Base Ecológica da Segurança Alimentar” é divulgado neste Dia Mundial da Alimentação e chama a atenção do mundo para a necessidade de salvaguardar as fundações ecológicas em que se apoia a produção dos alimentos, incluindo a biodiversidade.

Riscos

De acordo com o estudo, a protecção das bases é fundamental quando se coloca o cenário de, em 2050, ser necessário ir buscar alimentos ao planeta para alimentar nove mil milhões de habitantes.

Entre os problemas que se colocam à segurança alimentar da Humanidade, o documento aponta a pesca em excesso, o uso insustentável da água, as desflorestações e as práticas agrícolas que destroem o ambiente

Aponta que sejam encontradas soluções no contexto de uma economia verde, onde a produção e o consumo dos alimentos assegurem a produtividade sem causar danos aos ecossistemas.