Assembleia Geral condena ataques a igrejas no Quênia
BR

3 julho 2012

Presidente do órgão expressa condolências às famílias das vítimas; 17 pessoas morreram e outras ficaram seriamente feridas nos incidentes que ocorreram no fim de semana.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O presidente da Assembleia Geral da ONU condenou os ataques ocorridos em duas igrejas no Quênia, durante o fim de semana.

Em nota nesta terça, Nassir Abdulaziz Al-Nasser ressaltou a importância da segurança em todos os locais de cultos e reza e da proteção das pessoas de todas as religiões.

Fronteira

Os ataques ocorreram na cidade de Garissa, próxima à fronteira do Quênia com a Somália. No total, 17 pessoas morreram e várias outras ficaram seriamente feridas.

O presidente da Assembleia Geral expressou ainda condolências às famílias das vítimas. Os ataques também foram fortemente condenados, na segunda-feira, pelo Secretário-Geral da ONU.

Ban Ki-moon disse que nenhuma causa justifica a indiscriminação de civis como alvo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud