ONU enviará missão de inquérito à Faixa de Gaza BR

ONU enviará missão de inquérito à Faixa de Gaza

Decisão é parte de resolução, aprovada nesta segunda-feira, condenando o ataque de Israel à região; Brasil e Angola votaram a favor.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Conselho de Direitos Humanos da ONU decidiu enviar uma comissão de inquérito a Gaza para apurar relatos de violações dos direitos humanos cometidas durante a operação militar de Israel na região.

A decisão é parte de uma resolução aprovada nesta segunda-feira na sede do conselho em Genebra, na Suíça.

Ofensiva

O documento, que foi adotado por 33 países incluindo Brasil e Angola, recebeu 13 abstenções e um voto contra, o do Canadá.

A resolução também condenou os ataques com foguetes, lançados por militantes do movimento islâmico Hamas, contra o sul de Israel.

Os países-membros do Conselho de Direitos Humanos da ONU pediram ainda um cessar-fogo imediato.

A coordenadora de Relações Internacionais da ONG Conectas, Lucia Nader, falou à Rádio ONU, de São Paulo, antes da aprovação, que Israel deve tomar medidas urgentes para socorrer as vítimas,

Jornalistas

“Que autorize imediatamente grupos humanitários e organizações de direitos humanos a entrarem na região. Aqui também, é importantíssimo, que autorizem a entrada de jornalistas para que realmente a comunidade internacional e todos os interessados possam saber o que está acontecendo ali no terreno”, afirmou

O embaixador de Israel em Genebra, Aharon Leshno-Yaar disse que a resolução não é equilibrada e falhou em refletir a realidade na Faixa de Gaza.

Segundo ele, a aprovação do documento só vai fortificar o Hamas, enfraquecer a opinião e a confiança dos israelenses nas Nações Unidas.

O representante palestino em Genebra, Ibrahim Khraishi afirmou que o ataque a civis é inaceitável e que o envio da comissão é mais que justificável.

Segundo agências de notícias, o conflito em Gaza já matou pelo menos 900 palestinos e 13 israelenses.