Ban diz que situação na RD Congo é perigosa BR

Ban diz que situação na RD Congo é perigosa

Secretário-Geral da ONU (foto) voltou a pedir um cessar-fogo imediato; acesso de agências humanitárias às áreas afetadas pelo conflito no país ainda é restrito.

Marco Alfaro, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, declarou, nesta terça-feira, durante uma conferência de imprensa na sede da ONU, que a situação na República Democrática do Congo é perigosa.

Ban disse que apesar da declaração de Nairobi, que pede o cessar-fogo entre as partes envolvidas, confrontos continuam acontecendo e há notícias de execuções de civis, saques e estupros.

Situação Desesperadora

O Secretário-Geral disse ainda que cerca de 100 mil deslocados, nas zonas de Rutshuru e Masisi Oriental, ao norte de Goma, estão isolados e não recebem qualquer assistência humanitária.

Ban afirmou que situação é desesperadora e apelou para um cessar-fogo imediato nas áreas afetadas afim de permitir o acesso de agências humanitárias.

Ainda nesta terça-feira, o Escritório das Nações Unidas para Assuntos Humanitários, Ocha, disse estar preocupado com o aumento do risco de cólera na região.