ONU pede a Afeganistão que investigue ataques a civis (Português para o Brasil)

ONU pede a Afeganistão que investigue ataques a civis (Português para o Brasil)

Operação militar teria causado morte de dezenas de pessoas; representante das Nações Unidas diz que população tem que ser protegida.

João Duarte, Rádio ONU em Nova York.*

O representante especial do Secretário-Geral da ONU no Afeganistão, Kai Eide, pediu às autoridades afegãs que investiguem relatos de que dezenas de civis teriam sido mortos durante uma operação militar em Shindand, na província de Herat, no oeste do país.

Segundo agências de notícias, pelo menos 89 civis morreram durante a operação na sexta-feira passada.

Conclusões

Eide disse que a investigação é importante para estabelecer os fatos e evitar o que ele chamou de “conclusões precipitadas”.

Ele lembrou que a ONU considera inaceitáveis, os ataques a civis e disse que as ações só minam a confiança do povo afegão.

De acordo com a Missão de Assistência das Nações Unidas no Afeganistão, Unama, o sul do país continua a ser um das regiões mais instáveis e violentas.

Eide fez as declarações durante uma reunião com governadores do sul do Afeganistão, em Kandahar. Ele pediu a líderes locais que cooperem para combater a corrupção e fortalecer a segurança.

Apresentação*: Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.