Chefe da Assembléia Geral no Brasil

Chefe da Assembléia Geral no Brasil

Presidente Srgjan Kerim (foto) chega ao Chile, nesta terça-feira, para viagem de oito dias que o levará também à Argentina e ao Brasil.

Samantha Barthelemy, Rádio ONU em Nova York.*

O presidente da Assembléia Geral das Nações Unidas, Srgjan Kerim, desembarca, nesta terça-feira, em Santiago do Chile, para iniciar uma visita oficial de oito dias à América do Sul.

No Chile, ele tem reuniões marcadas com a presidente do país, Michelle Bachelet e com a nova secretária-executiva da Comissão Econômica para América Latina e Caribe (Cepal), Alicia Bárcena.

Metas do Milênio

A visita do presidente de Kerim aos países latino-americanos abordará mudanças climáticas, a implementação de estratégias globais antiterrorismo, crise alimentar mundial e a renovação do compromisso com os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.

Ainda no Chile, o presidente da Assembléia Geral fará uma palestra, na sede da Cepal, sobre o papel das Nações Unidas no mundo globalizado.

A visita de Srgjan Kerim, que o levará também à Argentina, deve terminar no Brasil.

Brasil

O diretor do Centro de Informação das Nações Unidas no país, Giancarlo Summa, falou à Rádio ONU, do Rio de Janeiro, sobre a agenda de Kerim.

“O presidente Kerim se encontrará em Brasília com vários diplomatas do Itamaraty e o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim. Esta é uma visita importante porque é a primeira dele na América Latina. Ele também deve se reunir com os funcionários da ONU no país”, disse.

América Latina na Assembléia

O presidente da Assembléia Geral disse que é importante fortalecer a participação dos países latino-americanos na Assembléia Geral. E lembrou que ao deixar o cargo, em setembro, será substituído pelo nicaragüense Miguel D’Escoto Brockman.

Apresentação*: Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.