Brasileira é finalista de Prêmio da ONU

Brasileira é finalista de Prêmio da ONU

Empresária paulista é uma das 10 concorrentes à distinção da Unctad, Mulheres nos Negócios.

Cadija Tissiani, da Rádio ONU em Nova York*.

Uma empresária paulista está entre as 10 finalistas da primeira edição do prêmio “Mulheres nos Negócios”, promovido pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento, Unctad.

Segundo a Unctad, Paola Tucunduva foi escolhida como exemplo de inovação e empreendedorismo em países em vias de desenvolvimento.

Adversidades

O júri levou em consideração características locais que influenciam nos resultados de pequenas empresas. Outro critério é a capacidade dessas mulheres de vencerem as adversidades.

Nesta entrevista à Rádio ONU, de São Paulo, Paola Tucunduva disse que a empresa dela começou a mudar para melhor após ela ter feito um seminário da Unctad sobre gestão empresarial.

“É um seminário que trabalha comportamentos empreendedores baseados numa pesquisa feita por um professor de Harvard, David Mclelland. Ele mapeou 30 comportamentos que os empreendedores de sucesso, estes que saem do nada e criam um império praticavam”, disse.

Indústria Pesada

Paola Tucunduva comanda a Rotovic, uma lavanderia industrial, especializada em roupas utilizadas na indústria pesada.

A empresa, pioneira no uso de uniformes resistentes a fogo, opera de acordo com as normas ambientais e já emprega 235 trabalhadores.

A finalista lembra que vê no prêmio oferecido pela ONU não apenas um reconhecimento, mas um estímulo para as mulheres empreeendedoras do Brasil e de outros países.

“Ter sido uma das 10 finalistas foi muito emocionante para mim. O fato desta minha história ter tido algum destaque, eu vi várias empreendedores dizendo que ao ler a minha história, estavam ali para conhecer esta metodologia que me ajudou tanto. Isto me deixou realmente emocionada”, disse.

O nome da vencedora será divulgado durante a décima segunda reunião da Unctad, entre 20 e 25 de abril, na capital de Gana, Acra.

Prêmio

O Prêmio das Nações Unidas beneficiará apenas empresárias que participaram do Seminário de Desenvolvimento Empresarial, Empretec, realizado pela Unctad.

O programa, aplicado pela primeira vez na Argentina, em 1998, já capacitou mais de 120 mil empresários em 27 países.

A foto acima é de Arnaldo J.Oliveira.

*Apresentação: Monica Villela Grayley da Rádio ONU em Nova York