Acordo pede globalização mais inclusiva (Português para África)

Acordo pede globalização mais inclusiva (Português para África)

Declaração final da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento foi assinada em Acra, capital do Gana.

João Duarte, Rádio ONU em Nova York.

A 12ª sessão da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento e Comércio, Unctad, terminou na capital do Gana, Accra, com uma declaração sobre mais inclusão dos países em desenvolvimento no processo de globalização.

Segundo o director, Supachai Panitchpakdi, o acordo reforça o mandato da organização em áreas-chave como mercadorias, energia e desenvolvimento agrícola.

À Margem

A declaração de Accra reconhece que muitos países em desenvolvimento, particularmente em África, permanecem à margem do processo de globalização.

O representante angolano para o comércio, Luansi Lukonde, disse ao repórter da Rádio ONU Don Bobb, de Accra, que está satisfeito com os resultados do encontro mas reconhece os desafios.

“A economia angolana ainda não está preparada para enfrentar a globalização no sentido em que, queiramos ou não, seremos obrigados a acompanhar os passos da globalização e adaptar a nossa economia, ou o estado de desenvolvimento de Angola, de acordo com o que se passa pelo mundo fora”, disse.

Prioridade

A declaração de Accra reconhece as dificuldades que os países africanos enfrentam para cumprirem as Metas do Milénio e promete que o desenvolvimento continuará a ser uma prioridade da comunidade internacional.