Legisladores do G8 no Brasil discutem clima BR

Legisladores do G8 no Brasil discutem clima

Participam do encontro sobre mudanças climáticas em Basília a vice-presidente do Banco Mundial, Pamela Cox e mais 100 legisladores do G8.

Marco Alfaro, da Rádio ONU em Nova York.

A vice-presidente do Banco Mundial para a América Latina e Caribe, Pamela Cox, participa, nesta quarta-feira, em Brasília, de uma reunião de legisladores do G8 e representantes do Brasil, China, Índia, México e África do Sul.

O objetivo é avaliar estratégias sobre mudanças climáticas após 2012.

O porta-voz do Banco Mundial, Sérgio Jellinek, falou à Rádio ONU, de Brasília, sobre a importância da presença do G8 nesta reunião.

Soluções práticas

"Estes países consomem 80% da energia no mundo, a idéia deste diálogo entre parlamentares destes países tem como objetivo encontrar soluções práticas, início de consenso, que depois podem ser transformadas em mecanismos mais formais dos governos e do sistema intergovernamental das Nações Unidas", afirmou.

Jellinek destacou ainda o exemplo brasileiro de eficiência energética.

"O Brasil é um exemplo de país com uma matriz energética muito limpa. Mais limpa que muitos países desenvolvidos, então, tem muito para oferecer ao mundo", disse.

Eficiência energética

A reunião de dois dias, promovida pela Organização Mundial de Legisladores para um Meio Ambiente Equilibrado, Globe, irá debater uma declaração sobre biocombustíveis, assim como mecanismos de mercado, transferência de tecnologia e eficiência energética.

Representantes do G8 e de países em desenvolvimento buscarão um acordo que será apresentado durante a reunião de cúpula do G8 em Toyako, no Japão, de 7 a 9 de julho.