Funcionário do PAM libertado na Somália após seis dias na prisão

Funcionário do PAM libertado na Somália após seis dias na prisão

O Programa Alimentar Mundial, PAM, informou nesta terça-feira que o director da agência que esteve preso durante seis dias, em Mogadíscio, capital da Somália, foi libertado.

O director, Idris Osman, tinha sido preso pelas autoridades do país, em 17 de Outubro.

A directora-executiva do PAM, Josette Sheeran, condenou energicamente o encarceramento do seu funcionário, e pediu o respeito pela Convenção de Genebra sobre imunidade dos trabalhadores dos organismos internacionais.

Após a prisão, a agência suspendeu a distribuição de ajuda humanitária na Somália.