Banco Mundial destina US$ 10 milhões para Reserva da Caatinga BR

Banco Mundial destina US$ 10 milhões para Reserva da Caatinga

O Banco Mundial aprovou um fundo de US$ 10 milhões, o equivalente a quase R$ 20 milhões para projetos de preservação da biodiversidade da Caatinga.

Segundo o banco, o programa pretende evitar a degradação rápida do ecossistema único da Caatinga. Cerca de 11 milhões de pessoas dependem da reserva para viver. A área é considerada uma das regiões mais pobres do Brasil.

Localizada entre a Floresta Amazônia e a Mata Atlântica, a Caatinga é a maior floresta seca da América do Sul. O projeto do Banco Mundial se concentrará nos estados da Bahia e do Ceará que abrigam cerca de 50% da reserva.