NY tem benefício de US$ 3,6 bilhões por abrigar a sede da ONU
BR

6 dezembro 2016

Prefeito da cidade participa de evento de lançamento do relatório que mostra a relação entre custo e benefício de receber a organização e suas agências; documento diz que quase 16 mil funcionários ajudam no crescimento econômico.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O relatório sobre o Impacto das Nações Unidas 2016 em Nova York mostrou que a cidade tem benefícios de US$ 3,69 bilhões por abrigar a ONU e suas agências.

O documento analisa os custos e benefícios de Nova York devido a presença da sede da organização, em Manhattan. Tendo 2014 como base, o estudo revela um benefício econômico significativo.

“Capital diplomática”

O prefeito Bill de Blasio disse que “Nova York não é somente a capital econômica e cultural, mas também diplomática”. Segundo ele, o impacto da presença da ONU vai além da “Grande Maça”, como a cidade é conhecida.

O relatório, preparado pelo escritório municipal para Assuntos Internacionais, mostra que os quase 16 mil funcionários que formam a comunidade das Nações Unidas, contribuem para a vibrante diversidade de Nova York.

De Blasio afirmou que a ONU representa muito mais do que a “soma de seu impacto econômico”. Para o prefeito, a organização lida com alguns dos maiores desafios mundiais, indo desde ação para combater a mudança climática à ajuda a refugiados”.

O relatório mostra o papel das Nações Unidas como “grande empregador e comprador de bens e serviços locais” e como a cidade se beneficia através de empregos, da renda associada a esses postos de trabalho e da coleta de impostos.

Valor

O estudo revela ainda que a organização traz enorme valor à cidade e os funcionários participam ativamente nas comunidades onde vivem.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, agradeceu ao prefeito e a todos os nova-iorquinos pelo apoio. Ban espera que eles continuem trabalhando juntos em direção aos objetivos compartilhados de paz global, harmonia e prosperidade para todos.

Custo x benefício

Além do benefício de mais de US$ 3,6 bilhões, o relatório revela mais detalhes. A comunidade de funcionários da ONU ajuda a criar e manter quase 8 mil empregos na cidade.

A organização emite 30 mil credenciais para visitantes que participam de reuniões e conferências. Esses visitantes, em média, permanecem em Nova York por duas semanas com um gasto diário de mais de US$ 250.

Esse gasto, sozinho, ajuda a manter mais de 1,2 mil empregos na cidade. Em termos de emprego direto, a ONU e suas agências representam o 22º maior empregador da área metropolitana de Nova York.

Em relação aos custos que a cidade tem, o documento mostra que para apoiar a ONU, a prefeitura gasta US$ 54 milhões com segurança e educação para receber os filhos dos funcionários em escolas públicas.

Além disso, a prefeitura deixa de receber aproximadamente US$ 99 milhões em isenção de impostos.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud